Colonial Engagements in the Global Mediterranean World

Tamar Hodos*

*Corresponding author for this work

Research output: Contribution to journalArticle (Academic Journal)

34 Downloads (Pure)

Abstract

A aplicação da teoria da globalização em contextos coloniais enfatizou, nos últimos anos, articulações entre colonizados e colonizadores. Para o Mediterrâneo na Idade do Ferro, o foco tem sido as expressões de identidades locais (colonizadas) e as variabilidades regionais de gregos e fenícios do além-mar. Qualquer atenção às interações que gregos e fenícios tiveram entre si durante esse tempo tem sido usada apenas para contrapor o enquadramento dos argumentos. O presente estudo examina o pano de fundo dessa circunstância tratando especificamente das interações entre tais culturas globais em escala mediterrânica durante o período de suas fundações ultramarinas. Vistos de um enquadramento global, os conjuntos de práticas em comum e de corpos de saberes compartilhados revelam uma profunda complexidade de contato intercultural durante a Idade do Ferro, lembrando-nos que as culturas nunca devem ser consideradas isoladamente.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)597-635
Number of pages39
JournalEsboços: histórias em contextos globais
Volume26
Issue number43
DOIs
Publication statusPublished - 11 Nov 2019

Cite this